Trekking ao Mordida do Gigante

Nos dias 28 e 29 de Abril iniciamos pelas 13:00 horas um Trekking ao Mordida do Gigante. Logo no começo da trilha, é notável a quantidade de erosão causada pela passagem de veículos, o que a acaba dificultando a locomoção. Porém, a mata ao redor aparentava intocável.

No meio do percurso existe uma pequena cabana com água, na qual as pessoas podem descansar e repor as energias. Mas o ponto crucial do descanso é o balanço, onde parte dos expedicionários tiveram momentos de diversão e prazer.

Depois disso, iniciou-se a segunda parte da trilha, agora com mais dificuldade, o que exigiu preparo físico. O percurso era de mata fechada, necessitando do guia para auxiliar no percurso. A beleza da flora local era incontestável, a diversidade de plantas era magnífica, assim como as rochas que embelezavam o caminho. Todavia, não foi avistado animais silvestres.

À medida que nos aproximávamos do cume, a expectativa crescia. A beleza do ambiente era incomparável, havia pouco espaço para barracas, porém, tudo ao seu redor o tornava convidativo para camping. Antes do impactante pôr do sol, presenciamos um show pirotécnico da esquadrilha da fumaça no céu.

Noite a dentro, a temperatura caiu consideravelmente, mas não foi capaz de afetar a fogueira e a alegria de ninguém. A medida que a noite adentrava, o céu estrelado mostrava toda sua exuberância e vastidão.

Para completar a aventura, o nascer do sol nos agraciou com toda sua imponência e poder.

Durante o café da manhã algo inesperado aconteceu: um bandos de pássaros encenaram nosso retorno do camping com elegância e graciosidade, dando energia e disposição para a volta.

Por: Matheus Nuernberg Steiner
Associado ASSEPAVI


https://www.facebook.com/pg/assepavi/photos/?tab=album&album_id=1476985862354359

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: